segunda-feira, 2 de maio de 2011

Cai logo, tempestade!

E sinto uma tempestade se formar dentro de mim, os olhos veem escuro, a garoa fina começa. Mas quem disse que ela veio pra ser garoa? Ela quer derramar sobre tudo sua densidade, sua força. Quer cair sem roupa ou maquiagem. Ela será tão forte, que ficará na primeira página dos jornais por dias. Será tão forte que os amantes deixarão de se amar, pois nem conseguirão sair de casa. Todos ficarão com a pele verde de tanta umidade, e entre os dedos irá surgir mofo, bolor.
E então quando todas as relações humanas forem destruídas pela tempestade, ela passará, e as pessoas tentarão edificar os sentimentos. Aos poucos limparão o mofo... Os amantes, antes verdes, ficarão aos poucos amarelos e depois ,enfim, voltarão à sua cor natural. Quero te pedir: Cai logo tempestade! Todos nós precisamos ver o edifício desabar, para depois, edificarmos tudo.

8 comentários:

  1. "Chove quando você some,
    Chove amor quando se esconde,
    Chove só de te querer,
    Chove chove eu e você"
    #SertanejoFeelings haha

    ResponderExcluir
  2. Ah neeeem descobri que é vc Rael! hjashduhasdasd, super enigmático haha

    ResponderExcluir
  3. Até aqui, vc me deixa envergonhada! haha

    ResponderExcluir
  4. Chova, chova
    intensamente
    que molhe tudo, pode molhar
    mas que chova o que tenha que chover.
    Assim o céu que virá será o mais límpido
    e a luz por ele transpassará mais nítida.

    ResponderExcluir
  5. É seu Ivan? É o que eu quero, que chova logo e que apareça o céu mais lindo :]

    ResponderExcluir
  6. Uma tempestade que nasce na escritora que me garante que não é escritora e só quer brincar. Brincando, ela arma uma tempestade-metáfora. A tempestade está nela, transborda da subjetividade. Parece não querer mesmo que os amantes saiam de casa. Porque os relacionamentos estão corroídos desde já, desde sempre. Do caos nascerá uma estrela, já previa Nietzsche. “Derrubar as prateleiras, as estátuas,as estantes, louças sim...e eu digo sim”. (Caetano :É Proibido Proibir). Refaz o mundo, Danielly. Que tudo desabe, é o estado das coisas. Duro é buscar a força interior da reconstrução.Problema é escapar de ficar embaixo dos escombros. Mas ,se ficar, não é tão bom ser anônimo ? Pelo menos se fala com a utopia.Ou se beija uma deusa morta na boca fria e roxa,no rosto desfigurado.

    ResponderExcluir