segunda-feira, 21 de março de 2011

E o amor faltou ou sobrou.

Hoje, depois de muito muito tempo sem ter coragem de abrir meu moleskine, o abri. Senti uma coisa nostálgica. Pro bem e pro mal, como todas as coisas antigas né?! Trazem coisas muito boas, mas trazem a saudade e nem venha me dizer que saudade é sentimento bom. Saudade é uma merda. Os poetas etc querem deixar a saudade adornada, mas não acredito mais nisso, já acreditei.
Mas voltando, o que me fez hoje escrever nele foi uma música, que me mostraram hoje :] E senti muita vontade de acreditar em coisas que eu já tinha desistido. Claro que não colocarei o que escrevi no moleskine aqui,rs. Mas a música sim:





Janela Nos Céus

As algemas foram retiradas
As balas deixaram a arma
O calor do sol
Nos manterá quando não houver mais nenhum

A regra foi contestada
A pedra foi movida
O grão é agora um bosque
Todos os débitos foram pagos

Oh, você não vê o que o amor fez?
Oh, você não vê o que o amor fez?
Oh, você não vê o que o amor fez?
O que fez comigo?

Amor cria estranhos inimigos
Faz amor onde parece improvável
Despe a alma em um strip-tease
Põe o ódio de joelhos

O céu acima de nossas cabeças
Podemos alcançá-lo de nossa cama
Se você me deixar entrar em seu coração
E sair da minha cabeça... cabeça...

Oh, você não vê o que o amor fez?
Oh, você não vê o que o amor fez?
Oh, você não vê o que o amor fez?
O que fez comigo?

Oh oh oh oh, ohh
Oh oh oh oh, ohh
Por favor, nunca me deixe fugir de você...

Eu não tenho vergonha...
Oh não,Oh não

Oh, você não vê o que o amor fez?
Oh, você não vê?
Oh, você não vê o que o amor fez?
O que está fazendo comigo?

Você não pode ve o que o amor fez?
Eu sei que te feri e te fiz chorar
Você não pode ve o que o amor fez?
Fiz tudo menos matar você e eu
Você não pode ve o que o amor fez?
Mas o amor deixou uma janela nos céus
O que está fazendo comigo?
E eu sou fã do amor

Você não vê o que o amor fez?
Para todo coração partido
Você não pode ve o que o amor fez?
Para todo coração que chora
Você não pode ve o que o amor fez?
O amor deixou uma janela nos céus
O que está fazendo comigo?
E eu sou fã do amor.

Você não vê?!

Um comentário:

  1. Sempre sobra, sempre falta... amor não é (pelo menos não deveria ser) troca de equivalentes. O amor deveria (mas nesta sociabilidade?) suprimir o valor-de-troca. E a gente pede desse canalha (o amor) que corresponda à lógica da troca de mercadorias. Não é isso estranho?

    ResponderExcluir