domingo, 12 de dezembro de 2010

Salve Noel Rosa

Aniversário do centenário de Noel Rosa, não poderia deixar passar sem nenhuma homenagem ao poeta da Vila e da vida.
Então decidi por uma das músicas que mais gosto: a sempre atual e verdadeira Filosofia. 


                          Filosofia
O mundo me condena, e ninguém tem pena
Falando sempre mal do meu nome
Deixando de saber se eu vou morrer de sede
Ou se vou morrer de fome
Mas a filosofia hoje me auxilia
A viver indiferente assim
Nesta prontidão sem fim
Vou fingindo que sou rico
Pra ninguém zombar de mim
Não me incomodo que você me diga
Que a sociedade é minha inimiga
Pois cantando neste mundo
Vivo escravo do meu samba, muito embora vagabundo
Quanto a você da aristocracia
Que tem dinheiro, mas não compra alegria
Há de viver eternamente sendo escrava dessa gente
Que cultiva hipocrisia

2 comentários:

  1. Filosofia sou eu. Sempre volto a escutar, a ler o que Noel escreveu. Filosofia sou eu, Danii.E eu nunca esqueci de ver o guerrilheiro Carlos Marighela dançando de peruca num boteco do Rio: "o orvalho vem caindo/vem miolhando o meu chapéu. Como eu queria ter um chip no cérebro pra fazer uma cópia desse momento de verdadeira poesia brasileira.E guardar essa "foto" até a ditadura acabar pra não entregar o Marighela. Ele morreu antes,mas Noel ficou.Viva Carlos Marighela! Viva Noel Rosa!

    ResponderExcluir